Close
Quero conhecer
Quero conhecer
Luiza Albuquerque 12/04/2022 09:05:00 3 min leitura

Criptomoedas: tudo o que você precisa saber

Mesmo quem não acompanha o mercado financeiro de perto, provavelmente já foi impactado por notícias sobre as criptomoedas, que vêm ganhando mais e mais relevância com o passar dos anos. Mas afinal o que é uma criptomoeda e como funciona esse ativo?

Criptomoedas são moedas virtuais descentralizadas e criptografadas, que não têm ligação direta com governos ou órgãos reguladores, sendo o Bitcoin a mais conhecida atualmente. O sistema permite que qualquer pessoa, em qualquer lugar, envie e receba as moedas sem nenhum tipo de burocracia.

Apesar de não passar por sistemas tradicionais, todas as movimentações de criptomoedas são precisamente registradas através de uma tecnologia chamada blockchain, uma espécie de livro-contábil digital, guardando informações como transferências, datas, montante e partes envolvidas. Os dados em questão são inalteráveis, garantindo segurança e transparência nas transações.

 

  • Mas de onde surgiram as moedas digitais?

A primeira menção ao conceito de criptomoedas vem de 1998, por Wei Dai, que sugeriu que uma nova forma de pagamentos fosse utilizada através de criptografias sem uma autoridade central reguladora, mas foi apenas em 2009 que a primeira e mais popular criptomoeda surgiu: o Bitcoin. Criada por Satoshi Nakamoto, a moeda teve uma valorização de mais de 540.000% desde seu início até hoje.

Desde a criação do Bitcoin, já foram registradas aproximadamente outras 18 mil moedas digitais ao redor do mundo, com aproximadamente 60% delas ativas atualmente. Criar uma criptomoeda é relativamente fácil e não leva mais de algumas horas, mas populariza-la é que é o desafio. 

A precificação deste tipo de ativo se dá principalmente através da lei de oferta e procura, mas também é afetada por grandes movimentações de mercado, ainda que menos suscetíveis que moedas oficiais.

 

  • E o futuro?

Apesar das incertezas que os rodeiam, uma coisa é certa: os criptoativos vieram para ficar! Já são mais de 300 milhões de usuários no planeta, sendo que o país líder em dono(a)s de Bitcoins é a Índia, seguida pelos Estados Unidos, Rússia, Nigéria e Brasil, que atinge o número de mais de 10 milhões de brasileiros com estes ativos em suas carteiras, o equivalente a aproximadamente 5% da população. 

De acordo com o levantamento da empresa de soluções financeiras norte-americana Fundera, até 2021 cerca de 15.174 negócios no planeta já aceitavam Bitcoin como pagamento, contabilizando 328 mil transações em Bitcoin realizadas diariamente.