Close
Quero conhecer
Quero conhecer
Bankly 07/03/2022 10:00:00 3 min leitura

Banking as a Service, entenda o que é


Nos últimos anos, o mercado financeiro vem passando por uma grande transformação com o advento de novas tecnologias que criam possibilidades para resolvermos questões relacionadas à nossa vida financeira.

Entre elas estão o conceito de embedded finance (que tratamos anteriormente neste artigo) e o de Banking as a Service, que tem ganhado cada vez mais relevância no universo financeiro.

Mas afinal, o que é o Banking as a Service?

Basicamente, o BaaS permite que qualquer empresa, independentemente do modelo de negócio, ofereça suas próprias soluções financeiras para os seus clientes, tudo isso por meio de APIs. Ou seja, essa tecnologia permite que qualquer agente do mercado possa ofertar soluções que antes só eram encontradas em bancos digitais.

O termo BaaS se popularizou com o surgimento das Fintechs, empresas de tecnologia focadas em oferecer produtos e serviços financeiros totalmente digitais. As primeiras empresas de Banking as a Service eram focadas somente em prover serviços com sua tecnologia, mas hoje, esse escopo é maior. Alguns players, como Bankly, já reúnem a plataforma tecnológica e a licença bancária, que garante todo o processo de regulamentação com o Banco Central.

Como funciona na prática?

Isso significa que as empresas que utilizam o BaaS podem aumentar a sua proposta de valor e gerar novas fontes de receita ao ofertar serviços financeiros, tudo isso sem ter que se preocupar com regulamentações bancárias e podendo focar em garantir a melhor experiência para seus usuários.

Um exemplo bastante conhecido são os cartões de supermercados ou lojas de departamento. Outra possibilidade do BaaS é para grandes empresas que já possuem a confiança e fidelidade de seus clientes e podem simplesmente criar um wallet dentro do seu aplicativo, permitindo com que os usuários paguem contas, façam transferências e até mesmo tenham acesso a crédito.

São inúmeras as oportunidades geradas pelo Banking as a Service, já que as APIs podem ser utilizadas de forma modular, atendendo às necessidades específicas de cada negócio e seus clientes.